Catarina Vargues Conceição – Psicóloga Clínica

Deixar fluir

Deixe um comentário

O deixar fluir é um alimento nutritivo que deveria figurar na roda dos alimentos psicológica.

Deixar fluir é respeitar e aceitar a constante mudança das coisas, deixando ir aquelas que não pertencem mais ao tempo presente.

É também respeitar e aceitar que não controlamos tudo.

Muitas vezes não aceitamos nem toleramos que as mudanças são parte integrante do viver, tentando evitá-las ou negá-las.

Outras vezes queremos o controlo absoluto da situação ou alimentamo-nos de apreensões face ao que não controlamos.

Neste instante não estamos a deixar fluir. Estamos a bloquear-nos num instante que assim se prolonga muito tempo.

Aceitar o que de agradável e desagradável o momento nos traz pode ser um dos alimentos psicológicos mais agri(doces), embora essencial.

Experimente então deixar fluir, deixando-se estar pacientemente com o que é e está ao seu redor, fluindo com esse momento à medida que este se desvanece e dá lugar a um outro.

Aceite, porção a porção, que certas coisas e mudanças nos proporcionam satisfação enquanto outras nos proporcionam dor. E que outras ainda podem ser um misto de ambas.

Experimente aceitá-las, não fugindo delas nem de si, neste momento, qualquer que ele seja.

Se se sentir bloqueado num instante, de forma prolongada e causadora de sofrimento psicológico, a Psicologia Clínica pode ajudá-lo a deixar fluir o momento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s