Catarina Vargues Conceição – Psicóloga Clínica


Deixe um comentário

Alimentação psicológica

O cuidado com a alimentação é cada vez mais o prato do dia. E a alimentação psicológica?

Como “anda” a sua alimentação psicológica?

Já pensou em si e nas suas necessidades, hoje?

Já agiu no sentido de ir ao encontro delas, ao encontro de si mesmo nessas necessidades?

Tudo isto parece-lhe demasiado vago?

A alimentação psicológica também é outro prato do dia. Um prato do dia por vezes esquecido na correria dos dias ou na percepção de que é menos importante.

Alimentarmo-nos psicologicamente pode passar por cuidarmos da nossa auto-estima, do tempo de lazer, do nosso projeto, objetivos de vida e sentido de eficácia, do tempo que dedicamos a estar sós e acompanhados e como gerimos estas relações.

E de como o cuidado com todos estes alimentos, entre outros, contribui para o nosso bem-estar. 

Da mesma forma que, por vezes, precisamos de apoio de profissionais que nos ajudem a regular a escolha de alimentos e os intervalos entre refeições, também outras vezes podemos precisar de apoio na regulação da alimentação psicológica.

Saiba por isso que um psicólogo pode ajudá-lo a pensar e experienciar as suas necessidades, ajudando-o a escolher alimentos psicológicos nas proporções adequadas para si.